5 curiosidades sobre a amizade de John Lennon e Mick Jagger

Que os Beatles são o maior fenômeno da música pop mundial não há dúvidas. Que eles eternizaram canções que atravessam gerações, também não é novidade. Por outro lado, a chamada british invasion da década de 60 tinha também uma banda de peso, os Rolling Stones. Rebeldes e agressivos, os Stones foram apresentados ao mundo com a canção I Can´t Get No Satisfaction, em 1965 —  e estão na ativa até hoje.

Na década de 90, um famoso jornal carioca fez uma enquete com diversos nomes da música brasileira, perguntando qual das duas bandas inglesas era melhor. Via-se um universo musical bipartido, cada um defendendo seus pontos de vistas com muita paixão, ignorando o fato de que as bandas eram na verdade mais amigas do que rivais. A história dos Beatles e dos Stones é bem mais entrelaçada do que se imagina.

5 fatos sobre a dupla Lennon-Jagger

  • Bandas já se conheciam  em 1963

No ano de 1963 os Beatles assistiam aos vazios shows dos Rolling Stones. Os rapazes de Liverpool ainda não tinham aterrissado na terras do Tio Sam até então, quando se iniciou a chamada beatlemania. Ainda assim, eles eram grandes da Europa. No livro Memórias de John Lennon, editado pela própria Yoko Ono em conjunto com nomes como Chuck Berry, Elton John e outros, Mick Jagger lembra com muita humildade e entusiasmo o primeiro encontro com os Beatles: “Estávamos a um passo de fazer sucesso e eles vieram nos ver tocar. Quer dizer, eles eram tão grandes!”.

  • Faixa do disco With the Beatles foi single dos Stones

Você sabia que um dos primeiros singles gravados pelos Stones na realidade é uma composição da dupla Lennon & McCartney? I wanna be your man é a faixa 4 do lado B do álbum With the Beatles, de 1963. Com Ringo Starr nos vocais, a canção tinha uma pegada rock e folk ao mesmo tempo, já que Ringo sofreu forte influência da cultura country e tem um jeito de cantar muito peculiar. I wanna be your man também foi gravada pelos Stones: Mick Jagger e Keith Richards estavam presentes no momento em que a canção foi finalizada por John Lennon.

  • Iniciação na Meditação Transcendental

Em fevereiro de 1968 os Beatles fizeram a famosa viagem para Índia, conhecida por ter exercido forte influência no White Album. Porém, um ano antes, os fab four já tinham contato com o guru indiano Maharishi Mahesh Yogi, fundador da Meditação Transcendental. O encontro com o guru foi orquestrado por George Harrison e sua esposa na época, Patty Boyd, durante uma palestra de Maharishi no País de Gales. Uma turma de artistas também acompanhava os Beatles na ocasião, entre eles, Mick Jagger, Cilla Black e Marianne Faithfull.

Os Beatles e Jagger a caminho da palestra do guru indiano Maharishi Mahesh Yogi, em 1967

  • Participações especiais

Muito antes de existir a MTV os Beatles já faziam videoclipes e uma das transmissões foi considerada histórica no mundo do entretenimento. É o caso do vídeo de All you need is love,  de 1967, transmitido pela BBC via satélite, para 26 países.  A performance foi a primeira transmissão ao vivo da história da televisão e a ocasião causou um verdadeiro alvoroço na imprensa internacional. Junto ao coro de pessoas da plateia estava ninguém menos que Mick Jagger, fazendo uma participação mais do que especial. No surrealista clipe da música A day in the life, Jagger e Richards também estão presentes.

Jagger na plateia da transmissão via satélite de All you need is love

Videoclipe de A day in the life

  • Anos 70: cada um para o seu lado

Com o fim dos Beatles e, consequentemente, o fim dos shows e turnês, tudo mudou na relação de Lennon e Jagger. Apesar de terem se encontrado dezenas de vezes na célebre casa noturna Studio 54, o contato entre ambos nunca mais foi o mesmo durante a década de 70. De acordo com Jagger, em certa ocasião ele foi até o edifício Dakota visitar um conhecido e deixou um recado para Lennon, avisando que também estava morando nas redondezas. No final do bilhete, deixou seu número de telefone. Lennon, porém, jamais retornou o recado.

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*